domingo, janeiro 09, 2011

amigo do seu amigo

na televisão, sempre que se fala sobre alguém, nunca falha o tradicional "amigo do seu amigo". renato seabra, claro está, também era "amigo do seu amigo", para além de, obviamente, também ser calmo, sereno e muito boa pessoa. foi a irmã dele que assim o descreveu ao país. uma pessoa assim, "amigo do seu amigo", nunca poderia ser capaz de cometer um crime daqueles. é claro que há aquele "pequenino" pormenor de o dito "amigo do seu amigo" se ter tentado suicidar, cortando os pulsos, pouco tempo depois do crime... mas isso é tão pouco importante que nem o jornalista que "entrevistou" a irmã do renato se lembrou de perguntar. qual peso na consciência, qual carapuça?!
o problema, quanto a mim, foi a infelicidade dos apelidos das duas pessoas envolvidas (renato, se abra; carlos, castro?).
o que eu acho é que com tudo isto (carlos castro e alberto joão jardim, este último quase, quase...), 2011 começa, desde já, a tentar compensar-nos das grandes perdas, em termos de personalidades (leslie nielsen, antónio feio, carlos pinto coelho...), que tivemos no ano passado.

1 comentário:

rasgos em rosa e cinza disse...

ai.... Só mesmo tu para desvendares este trocadilho de letras, palavras e nomes... Quem poderia prever que no próprio nome dos envolvidos estaria contado o início e o fim da sua história conjunta?!?!? Depois dizem que não acreditam em videntes... Está tudo escrito, meus irmãos... Só temos que ter atenção aos sinais. E tu estás, meu amigo, definitivamente no bom caminho. Serás tu filho ou produto dos nossos amigos que nos virão visitar em 2012?