sexta-feira, setembro 22, 2006

seca confortável

a grande diferença entre um homem solteiro e um homem casado:
um homem solteiro, quando ouve falar numa festa que se vai realizar em casa de um amigo, pergunta logo se vão lá estar muitas mulheres, de preferência igualmente solteiras e extremamente atraentes, do género de nos conseguirem desviar a atenção da televisão quando está a dar a final do mundial de futebol e vai ser marcado um penalty no último minuto.
um homem casado, perante o mesmo cenário, pergunta logo se lá vão estar outros homens, para ter alguém com quem conversar, dado que é certo e sabido que as mulheres vão por-se à conversa durante horas, deixando de lado os homens. atenção que eu não quero generalizar nesta matéria, mas comigo é assim que se passam as coisas, sobretudo quando elas trabalham todas no mesmo sítio e têm assuntos de sobra para falar (enfermeiros atiradiços, médicos "bons como o milho", quem anda a enganar quem...).
ou seja, nós, homens, passamos grande parte da nossa vida a procurar por mulheres, em festas, em discotecas, no departamento de bioquímica da universidade de trás-os-montes, na body shop da rua direita, nos escritórios de advogados, etc.. a partir de certa altura, ou seja, do casamento, começamos a virar a nossa atenção para outros pormenores. é que os homens solteiros avaliam os eventos sociais somente pela quantidade e qualidade das mulheres que vão lá estar. é o que eles perguntam antes de ir e do que falam quando regressam. não importa qual o acontecimento, até pode ser um funeral. os homens casados só pretendem minimizar a seca que têm a certeza que vão apanhar. havendo nessa festa outros homens com o mesmo "problema" é reconfortante. é uma questão de equilíbrio. há um ratio homem/mulher que nos deixa confortáveis e que nós estamos sempre a verificar.
mas claro, tudo isto é secundário se estiver a dar um jogo de futebol na televisão que nos ocupe o tempo durante 2 horas...

3 comentários:

A. Duarte Lázaro disse...

talvez seja por isso que a conversa com homens solteiros em festas seja sempre tão desinteressante...
...mas pergunto-me qual será a perspectiva feminina relativamente à mesma questão...

tulipa_negra disse...

não são só os homens casados que apanham secas nessas festas... odeio ir a festas onde as mulheres se juntam todas e só falam de roupa, sapatos, dietas e outros "temas de gaja"... sério, não há nada mais aborrecido do que isso! acabo sempre por me juntar ao círculo dos homens (apesar de o tema ser normalmente futebol) porque não tenho paciência para certos assuntos. acho que tudo depende das conversas...

Nan disse...

deduzo que sejas casado e que não possas desviar a tua atenção dum jogo de futebol, nem mesmo por altura dum penalty...
mas, mesmo assim, se durante os 15 minutos de intervalo, uma solteira extremamente atraente, de repente, te trouxesse uma bebida para partilhar isso não seria "impulse"?
(embora as amigas da tua (provável)mulher já tivessem assunto quanto ao quem anda a enganar quem...)
:)