terça-feira, novembro 10, 2009

novo vício

5 comentários:

Em Bicos de Pés disse...

Eu estou sempre a ouvir que isso é bebida de menina. :)

isaac davis disse...

pois, é uma realidade, eu também ouço muito isso... não gosto de whisky, que é uma bebida de homem, segundo consta, mas sempre gostei de baileys, seja o original, o de menta, o de caramelo ou o de café.
quanto ao fenómeno social de haver bebidas para homens e bebidas para meninas, para mim nunca foi um problema. eu sempre preferi sair com mulheres do que com homens...

Cláudia Faro Santos disse...

eheh, parece-me bem!

saltarica2002 disse...

Como diriam dois senhores bem conhecidos da nossa praça: uma bebida um pouco "panisgas"... ;)

isaac davis disse...

também tu brutus... logo tu, cara comadre, que sempre foste pela igualdade de direitos entre homens e mulheres... por esse prisma, a cerveja, que permite sonoros arrotos, é exclusivamente uma bebida de homens? nunca entendi muito bem este menosprezo por qualquer coisa que tenha natas e a sua correspondente associação às mulheres. não haverá homens que gostem de bacalhau com natas? de lasanha? de carbonara? ou os homens também só poderão comer frango de churrasco e costeletas, para poderem comer com as mãos, porque comer com talheres é só para mulheres?
sendo assim, ainda bem que eu não saio à noite, porque só me seria permitido pedir coisas como cerveja, whisky ou vodka, bebidas bem masculinas. se eu cometesse o sacrilégio de pedir um baileys num bar seria escorraçado como aquela brasileira que decidiu usar um vestido bem curto na universidade.
em pleno século vinte e um, é um pouco perturbador que ainda haja bebidas para homens e bebidas para mulheres, carros para homens e carros para mulheres, comida para homens e comida para mulheres (ui se me apanhassem a comer uma salada... estava feito), música para homens e música para mulheres, filmes para homens e filmes para mulheres, e por aí adiante.
em conclusão, gosto de baileys. se sou o único homem no mundo a gostar? duvido muito.