terça-feira, julho 21, 2009

os primeiros erros leoninos

a época que se avizinha, pelo que se tem visto, pode muito bem ser a pior época dos últimos dez anos para o sporting. josé eduardo bettencourt desiludiu-me em grande escala, parecendo satisfeito com este estado de coisas, com uma equipa apenas talhada para discutir o segundo lugar, com um treinador que, sinceramente, já teve oportunidades a mais para mostrar o que vale e um plantel a roçar o de uma equipa que luta "apenas" pelas competições europeias, ao nível de um sp. braga, vitória de guimarães ou nacional da madeira.
senão vejamos: apenas uma contratação (matias fernandez), substituindo um jogador que saiu do plantel (romagnoli); na defesa, estranhamente tudo na mesma. a mesma defesa que "encaixou" 12 golos do bayern em dois jogos na época passada. nas laterais, o sporting continua a ter dois defesas direitos banais, para não lhes chamar algo pior, e dois defesas esquerdos ainda mais fracos (grimi e andré marques). sabedor da qualidade (ou falta dela) dos seus defesas esquerdos, paulo bento coloca nessa posição marco caneira e miguel veloso. se o primeiro é completamente inepto (veja-se o lance do segundo golo do feyenoord), o segundo nota-se claramente que joga contrariado nessa posição. hoje, frente ao vitória de guimarães, esteve nos dois lances dos golos vimarenenses, deixando jorge gonçalves cruzar para o primeiro e fazendo aquele autêntico disparate no segundo, ao não conseguir aliviar uma bola dentro da pequena área. outro jogador que esteve nos dois golos do vitória foi tonel. o "banco" fez-lhe muito mal e o central está cada vez mais inseguro. hoje, perdeu vários lances em bolas pelo ar e ainda cometeu uma grande penalidade (que o árbitro não assinalou). portanto, em termos de defesa, estamos conversados (e nem sequer abordei a questão dos guarda-redes...). restam anderson polga e daniel carriço, dois elementos de qualidade na defesa, numa equipa que aponta a conquista da liga sagres como o seu grande objectivo. se dúvidas houvesse, basta ver a forma como o sporting tem sofrido os seus golos nos jogos de pré-época.
em relação ao meio-campo, há uma situação que me causa alguma estranheza: izmailov tem sido um dos jogadores mais regulares do sporting nas duas últimas épocas, mas a sua lesão e consequente operação fazem com que apenas regresse aos relvados em outubro. foi contratado algum jogador para suprimir esta "baixa" leonina? não, não foi. a única contratação continua a ser, a dois dias do fecho das inscrições para as pré-eliminatórias da liga dos campeões, matias fernandez, que, repito, veio ocupar o lugar de romagnoli. assim sendo, restam miguel veloso (se paulo bento não continuar a insistir em colocá-lo a defesa esquerdo), rochemback (que se continuar a jogar como jogou hoje em guimarães arrisca-se a ser expulso em todos os jogos que disputar), vukcevic (que eu gostaria de ver jogar ao lado de liedson), joão moutinho, pereirinha, adrien silva e matias fernandez. basta olharmos para o plantel do fc porto e do benfica, e especificamente para os jogadores que cada uma das equipas tem para as posições do meio-campo, para vermos que, também aqui, o sporting perde claramente. no máximo, e para sermos optimistas, o sporting tem quatro bons jogadores para o meio-campo (moutinho, vukcevic, izmailov e matias fernandez). se algum deles se lesiona ou ficar impedido de jogar por motivos disciplinares, no "banco" não existem alternativas credíveis.
portanto, até agora, bettencourt e paulo bento falharam rotundamente ao não reforçarem uma equipa que no ano passado deixou bem evidente as lacunas que tem. nem guarda-redes, nem laterais, nem um central de "peso" (caramba, um gregory pelo menos, um "armário" que assuste os avançados. o benfica tem luisão, o fc porto tem bruno alves, nós temos "meninos de coro" ao pé deles, defesas que não assustam ninguém), nem extremos (uma palavra que paulo bento desconhece, certamente), nem... avançados. e aqui entramos na questão do sector ofensivo. a "novela" matias fernandez arrastou-se durante três semanas, mas a "novela" caicedo ameaça durar muito mais tempo. a direcção e equipa técnica do sporting sabiam, e sabem, muito bem que iriam começar a realizar jogos oficiais no final deste mês. mesmo assim, iniciaram a época com quatro avançados: liedson, djaló, postiga e saleiro. saíram derlei e tiuí em relação à temporada passada e entrou saleiro. no início de julho, começou a falar-se de um avançado para o sporting. o nome foi unânime na imprensa desportiva: caicedo, do manchester city. muito bem, pensei eu, ele vem ainda a tempo de se entrosar com a equipa para preparar devidamente os jogos da pré-eliminatória da liga dos campeões. passaram 3/4 semanas e... nada. avançados para o sporting? zero. entretanto, chegaram saviola e falcao para benfica e fc porto. pior: saleiro, que eu duvido que seja melhor que o rodrigo tiuí, lesionou-se. ou seja, a uma semana do jogo com o twente, o sporting tem liedson, djaló e postiga. se caicedo vem ou não vem, não sei. o que sei é que, mesmo que venha, não irá sequer ter tempo para decorar o nome dos seus novos colegas de equipa antes do jogo da pré-eliminatória. se a liga dos campeões é uma fonte de rendimentos para os clubes, uma "montra" para os jogadores do plantel e para o prestígio da equipa, então algo está errado, porque o sporting parece estar a fazer tudo para a evitar. o que, sejamos honestos, até seria bem melhor para o clube. se é para voltarmos a ser humilhados como fomos no ano passado pelo bayern, não vale a pena. e voltando aos rendimentos: o sporting, no ano passado, chegou aos oitavos de final da competição, o que representou um grande encaixe financeiro para o clube. mas acham que valeu a pena lá chegar, e levar 12 golos do bayern em dois jogos, se, depois, esse mesmo dinheiro, na época seguinte, não é utilizado para reforçar o plantel? na liga europa o sporting poderá defrontar equipas mais acessíveis, disputar mais jogos europeus e, quem sabe, até aspirar a chegar a uns quartos-de-final ou meias-finais (o vencedor da taça uefa no ano passado foi o shakhtar donetsk, que perdeu duas vezes com o sporting na fase de grupos da liga dos campeões. acho que isso diz tudo).
portanto, nova época, os mesmos problemas: o mesmo treinador, os mesmos problemas com os jogadores (ver hoje as "bocas" de paulo bento para miguel veloso e as indirectas para o plantel, referindo que quem não mostrar atitude não joga na próxima quarta-feira), as mesmas lacunas no plantel, a mesma sobranceria presidencial, a mesma qualidade de jogo (quase inexistente) e, como cereja no topo do bolo, os mesmos jogadores (os patrícios, abeis, pedros silvas, grimis, caneiras, velosos, pereirinhas, djalós, postigas...). começo a ter pena, sinceramente, de matias fernandez, tal como no ano passado tinha de liedson. ele nem sabe onde se veio meter, coitado. e é pena, porque o chileno parece ser muito bom. vamos ver se não terá a mesma sorte de assis (lembram-se dele? irmão de ronaldinho gaúcho), carlos miguel (um brasileiro cheio de técnica e força), kmet (um argentino contratado por mirko jozic, que não brilhou como os seus companheiros duscher e quiroga) ou careca (que sousa cintra apelidava de "novo eusébio").
com tudo isto, resta referir que as minhas expectativas quanto à possibilidade de o sporting chegar à liga dos campeões, e ainda há outra pré-eliminatória se conseguir eliminar o twente, são muito baixas, quase nulas. mas também, sejamos sinceros, a liga dos campeões, é para grandes equipas...

2 comentários:

Sara disse...

blá, blá, blá´... blá, blá, blá... blá, blá, blá... isto não interessa a ninguém. tanta letra e e inspiração perdida num texto que não importa. nem li... mas o que interessa? o sporting já começa a temporada a perder... e não me interessa se não gostas de ouvir isto (leia-se, ler isto). tens que ouvir. esquece isso. fala sobre cíclos... please....

Sara disse...

por lapso meu escrevi "cíclos" onde se deveria ler "ciclos". num outro sítio deixaria a questão para trás, mas em consideração ao meu amigo extremamente sensível aos pontapés à lingua materna (mesmo que por pressa e, enfim..) venho aqui corrigir: "ciclos", como é óbvio.