quinta-feira, setembro 27, 2007

irritações

- pessoas que mascam pastilha com a boca aberta. começa a ser tão frequente ver isto que parece que as pastilhas não se conseguem mascar com a boca fechada. por isso, neste preciso momento, estou a fazer o teste. lá está, eu consigo mascar pastilha com a boca fechada. tal como consigo comer com a boca fechada. fantástico, é exactamente o mesmo processo.
- pessoas que dizem, a toda a hora, "é assim". é mesmo irritante, parece que estou ainda a ver os cromos do big brother em directo no confessionário com a teresa guilherme a dizer isto de dez em dez segundos. chiça, já chega.
- pessoas que, nas filas, seja para o que for, cinema, pão, restaurante, se colam a nós. tanto que, ao falarem, quase nos conseguem despentear.
- "eu pessoalmente". são tantas as vezes que se ouve isto que já chateia.
- pessoas que insistem em fumar na mesma sala onde estão a comer outras pessoas. não sou fundamentalista neste aspecto, mas irrita-me estar a comer e levar com o fumo e o cheiro a tabaco, que acaba sempre por condicionar o meu apetite.
- pessoas que não sabem falar. "vistes", "ouvistes", "há-des", "há-dem", "quaisqueres" e, sobretudo, a eterna questão do "tenhamos" e "tenha-mos". então com futebolistas e treinadores é uma festa. já para não falar em presidentes de clubes. o lfv é um fartote: "comigo ou sem migo", "ambos os dois", "eles há-dem ver", etc..
- o barulho das motas. sim, isto enerva-me solenemente. das famel zundapp às moto 4, todas irritam da mesma forma. sobretudo quando a minha filha está a dormir, depois de ter estado uma hora a adormece-la e passa uma destas coisas barulhentas lá fora, acordando-a. vivam as bicicletas.
- vestir roupa nova. nunca gostei. parece que não consigo habituar-me. fico meia hora a tentar "adaptar" o meu corpo à roupa. e então experimentar calças ou qualquer outra peça de vestuário nas lojas é um autêntico drama.
- o cheiro a suor das outras pessoas. é repugnante. com o meu posso eu muito bem, até podia ser comercializado em frascos.

nota: rendi-me às evidências e comecei a cortar um pouco na hora de almoço para vir aqui escrever um pouco. hoje consegui arranjar 30 minutos. ena!... por hoje é tudo. amanhã volto.

1 comentário:

Hugo disse...

É assim, eu pessoalmente também acho essas situações irritantes!