terça-feira, setembro 05, 2006

costanza / bing














como apreciador do género televisivo há largos anos, possuo já suficiente background para poder apontar as minhas personagens preferidas de sitcoms:
george costanza (seinfeld),
interpretado por jason alexander.
chandler bing (friends),
interpretado por matthew perry.
felizes os escritores que conseguiram criar personagens tão idiossincráticas, mantendo a coerência de atitudes ao longo dos vários anos de exibição destas duas séries, e os actores que lhe deram corpo, ambos eficientes na construção psicológica das suas personagens, ao ponto de nunca terem conseguido "afastar-se" verdadeiramente do registo criado. jason alexander era já bastante conhecido antes de seinfeld, tendo inclusivamente ganho um tony, prémio atribuído a produções teatrais (o tony está para o teatro como o óscar para o cinema e o emmy para a televisão). depois entrou no mega sucesso "pretty woman", com julia roberts e richard gere. mas depois de "seinfeld" tem andado "desaparecido". entrou em alguns episódios de "curb your enthusiasm", de larry david, co-criador de "seinfeld", fez vozes para filmes infantis e alguns filmes série b. o caso de matthew perry é diferente, "nasceu" de chandler bing, tendo várias incursões falhadas pelo cinema. o único sucesso que teve foi "the whole nine yards", com bruce willis, amanda peet e rosanna arquette, filme que mais tarde teria direito a sequela. com o final de "friends", perry tem feito essencialmente produções para televisão.
mas voltando às personagens:
george costanza é neurótico, inseguro, com baixa auto-estima, preguiçoso, interesseiro, infeliz nos amores, propenso a confusões e mal entendidos. há vários episódios marcantes na série: um em que george decide fazer sempre o contrário do que normalmente faria, o que lhe traz gratificantes surpresas, e outro em que decide abdicar totalmente do sexo, até em pensamento, ficando automaticamente muito mais inteligente. é uma personagem fascinante, sem filtros, sem hipocrisias, que diz sempre o que pensa e o que sente.
chandler bing é, acima de tudo, irónico e sarcástico. tem sempre uma piada engatilhada para cada situação. tal como george, também é inseguro e totalmente desajeitado com as mulheres, até se apaixonar por monica (courtney cox). é impossível manter com ele uma conversa séria, por diversas vezes os seus "amigos" tentam desabafar e procurar conselhos junto dele, recebendo apenas comentários sarcásticos e piadas parvas: "could I interest you in a sarcastic remark?".
chandler é inteligente, tal como george. o seu estilo de humor não é abrangente, como o de joey tribianni (friends), o tradicional personagem "dumb", como woody harrelson em cheers, ou cosmo kramer (seinfeld), num registo humorístico mais físico, mas acaba por ser muito mais gratificante. a última piada da série pertenceu-lhe, na 10ª temporada (o último episódio passou na sexta-feira passada no canal 2). ficaria muito mais "agarrado" a uma possível sitcom chamada "chandler" do que fiquei à série "joey", com matt le blanc, que dá "continuação" à personagem joey tribianni. e costanza também merecia ser perpetuado... mas para nos recordarmos dele temos sempre "curb your enthusiasm", na medida em que foi larry david a grande inspiração para a criação de george costanza.

1 comentário:

Alexandre disse...

não podia estar mais de acordo... e o que é mais engraçado é que ambos nascem do confronto com os cómicos das séries (kramer e joey). mérito da escrita, claro, mas mérito de ambos os actores. percebe-se que pegaram bem nas personagens. (atenção, é "matthew", dois tês.)