quinta-feira, julho 27, 2006

fugir para longe... de mim

nestas férias apetece-me... sair de mim!
passar um dia inteiro a ver as 24 horas seguidas de uma temporada da série "24";
ir de férias pelo menos uma semana com o meu melhor amigo, viajando de carro, sem destino, por esse país fora;
jogar playstation até me encher ou até os olhos ficarem totalmente vermelhos, o que acontecer primeiro;
vegetar na praia ou à beira de uma piscina, desligando a parte do meu cérebro que está constantemente preocupada com os filhos;
não ter horas para comer, para dormir, para chegar a casa;
beber caipirinhas, mateus rosé e sagres bohemia sem moderação (mas também sem conduzir);
jogar futebol, ping pong, snooker e, quem sabe, até experimentar aquela paneleirice do jogo dos dardos electrónico;
gravar dezenas de compilações musicais para amigos, com as minhas músicas preferidas, para eles levarem sempre um pouco de mim com eles e não se esquecerem de mim;
andar constantemente de calções, sapatos de vela e t'shirt;
ir para o algarve fingir que sou turista, sempre sou melhor atendido;
flirtar e meter conversa com tipas giras, chegando ao pé delas dizendo: "posso fazer-te uma pergunta?"; e se ela disser que sim atirar com isto: "quanto é 48 vezes 64?";
ir ao cinema, reatar uma paixão antiga, tão negligenciada nos últimos anos (quer dizer, ao nível de filmes infantis não me posso queixar. fui ver com o pedro o "à procura de nemo", o "madagascar", "a idade do gelo 2", etc);
assistir a um jogo de futebol do meu sporting, coisa que não faço há uns anos valentes;
e ainda guardar uns dias para estar, apenas estar, com amigos e amigas com quem não posso estar muito tempo normalmente; fazer longos almoços com eles, jantares de grupo, algum quality time para cimentar relações. quem sabe ir buscar aquelas bebidas todas que referi lá em cima e deixar a noite correr, sem pressas, sem horários, sem compromissos. caramba, que saudades desse tempo!
amanhã, dia 28 de julho, pelas 18 horas, entro oficialmente de férias no mundo real. pode ser que ainda arranje tempo para realizar alguns destes meus "desejos".

p.s. - este é o post número 99 deste blog. amanhã, se a imaginação o permitir, colocarei o centésimo. depois, só voltarei a estar na blogosfera a partir de 16 de agosto. vou ter saudades. o blog é algo que cresce connosco, dentro de nós. daí a constante necessidade de o alimentar. mas com 100 posts já posso ir de férias descansado. em 6 meses acho que "trabalhei bem". mas deixo isso ao vosso critério.
as palavras finais vão para uma pessoa, responsável indirecto, pela influência que foi e ainda é, por muito daquilo que sou e penso, que ouço e vejo. conheço-o há quase 30 anos e, apesar de sempre termos vivido bastante longe um do outro, a nossa amizade nunca esmoreceu, pelo contrário parece ficar cada vez mais forte e sólida. é o verdadeiro amigo, aquele que está sempre presente, mesmo à distância. obrigado ricardo, faço votos para que consigamos, de facto, passar uns dias juntos nestas férias.

5 comentários:

A. Duarte Lázaro disse...

fartei-me de rir com a pergunta que fazias à tipa gira. lolololol
sim, são umas merecidas férias e faço votos que as gozes bem.
boas férias

Cereja_no_Bolo disse...

Aprovo tudo! Até a pergunta às tipas giras. É por essas e por outras que ando sempre de cálculadora atrás (e não estou com isto a dizer que sou gira, atenção). Bom post. Resta-me desejar-te boas férias, boas diversões... boas músicas.

Ricardo disse...

Atenção que são cada vez mais raros os sítios onde podes jogar ping-pong...

Alexandre disse...

boas férias... e bom ping-pong.

BR disse...

E se a rapariga te responder 3072; que fazes a seguir?