quarta-feira, junho 07, 2006

momentos inolvidáveis 4

Filme: "Sideways"
Actores: Paul Giamatti e Virginia Madsen
sinopse: dois grandes amigos partem numa viagem pela região vitivinicola da california, uma semana antes do casamento de um deles (actor de soap operas). essa viagem é vista por ambos como uma espécie de despedida de solteiro. a personagem de paul giamatti, divorciado, professor resignado e aspirante a escritor, é um profundo conhecedor e apreciador de vinhos. num restaurante conhece maya (virginia madsen), que partilha com ele o gosto pela apreciação e degustação vinícola, enquanto o seu amigo (thomas hadden church) se perde de amores por uma funcionária de uma casa de vinhos. saem os quatro, para jantar, muito bem "regado" em termos de vinhos, seguindo depois para casa de maya.
cena: depois do jantar e do seu amigo se ter "enfiado" num dos quartos da casa com a sua recente paixão, num alpendre, o protagonista (Paul Giamatti) conversa apaixonadamente sobre vinhos com virginia madsen, de tal forma que a "agarra"; ela deixa-se envolver, fascinada pelo tema e pela eloquência demonstrada. cria-se um ambiente de cumplicidade, motivado por um gosto comum, que se vai arrastando para uma atracção física evidente. há uma fracção de segundos em que a conversa pára e eles ficam a olhar um para o outro, à espera de algo, de um movimento, de uma aproximação. em silêncio constrangedor, o protagonista não consegue articular mais nada para além de um "vou à casa de banho". chegado lá, ele sente nitidamente que "perdeu o momento", que não teve coragem para dar o passo decisivo, quando todo o ambiente estava criado e "pedia" essa crucial medida. ele sai da casa de banho e encontra-a na cozinha. desesperado, chega ao pé dela e tenta beijá-la, tentando "remediar" a situação. ela afasta-o, delicadamente. já não havia "ambiente", o fascínio estava agora quebrado, the mood was gone.
adorei o filme, a personagem principal é contagiante, acabamos por sentir por ele um misto de compaixão e de admiração. numa situação idêntica à relatada, custa sempre fazer essa transição entre uma conversa agradável, um fascínio e atracção mútua, para algo... mais.

2 comentários:

Cereja_no_Bolo disse...

Deixa-me que te diga: adorei esse filme! Mesmo. E a cena do alpendre é única. Só discordo num pormenor: preferi o discurso da Virgínia. Ela, sim, fala de uma forma eloquente sobre vinhos. 'Penso em todas as pessoas que estiveram envolvidas na feitura deste vinho, antes de saboreá-lo'. Se não foi assim, andou lá perto. Acho que vou rever o filme. Apetece-me.

(e a Monica Belluci é uma boa escolha, sim senhor) :)

BR disse...

Categoria As Maiores Gargalhadas (Umas em Silêncio, Outras Não Tanto).

Um filme que diverte pela crueza da sua humanização, pela ridicularização do protagonista até ao certo(isto é, como acontece com todos nós) e pelas gargalhadas e sorrisos que nos garantiu.

Apetece partir para os socalcos do Douro e fazer pic-nics por baixo das videiras...

Grauuuu,
BR