domingo, maio 31, 2009

sven-goran eriksson


paulo pereira cristóvão, que se tivesse um bigode longo com as pontas retorcidas seria tal e qual o jorge gonçalves, anunciou que o seu treinador, caso ganhe as eleições para presidente do sporting, será sven-goran eriksson. o sueco ganhava 300 mil dólares por mês como treinador do méxico, cargo que ocupou apenas durante dez meses, sendo despedido em virtude dos maus resultados. anteriormente, tinha estado a orientar a selecção inglesa (de 2001 a 2006), onde também foi principescamente pago, e o manchester city. o facto de ele ter concordado com a possibilidade de treinar o sporting, que só acontecerá caso paulo pereira cristóvão seja eleito (o que não me parece muito provável), é, no mínimo, estranho, tendo em conta as depauperadas finanças do clube leonino. onde é que o sporting vai "arranjar" dinheiro para lhe pagar? e aceitará eriksson orientar um plantel com apenas uma dezena de jogadores de qualidade inegável? quantos jogadores pedirá o sueco à direcção para poder construir uma equipa competitiva? virá para o sporting apenas por razões logísticas, na medida em que possui ainda habitação em cascais? será que ele próprio vai investir no sporting, tendo em conta a choruda indemnização que recebeu da federação mexicana (à volta de 4,2 milhões de dólares)? ou será uma "bofetada de luva branca" que o técnico quer dar a rui costa e a luís filipe vieira, que, no ano passado, não chegaram aos números que o sueco queria para regressar ao benfica?
parece-me tudo um pouco "em cima do joelho", sendo, curiosamente, também neste aspecto paulo pereira cristóvão parecido com jorge gonçalves (o inesquecível "bigodes", que se fartou de contratar "unhas" para o sporting, muitas delas de qualidade altamente duvidosa). o homem até tem um bom discurso, embora um pouco ressabiado, tem boas ideias e está cheio de boas intenções, mas caramba, para alguém que está constantemente a falar do passivo do sporting e dos buracos orçamentais das últimas direcções do clube, contratar um técnico tão caro com sven-goran eriksson não será, desde já, um péssimo erro de gestão? um bom treinador não chega para vencer campeonatos (e eriksson é, de facto, um excelente treinador, isso nem se discute - foi o primeiro estrangeiro a vencer o campeonato italiano, pela lazio de roma (em 2000), o primeiro técnico estrangeiro a orientar a selecção inglesa e o único técnico a vencer, até agora, o campeonato e a taça em três países diferentes: suécia, portugal e itália); faltam essencialmente bons jogadores. que fará eriksson com ronny, romagnoli, tiuí, abel, caneira, pereirinha, djaló, rui patrício, hélder postiga, pedro silva, etc.? ainda por cima, o sporting terá este ano uma pré-época muito mais curta, em virtude das pré-eliminatórias da liga dos campeões. que faria eriksson em mês e meio para preparar a equipa, ele que está afastado da realidade do futebol português desde 1992 (ano da sua última passagem pelo benfica)?
mas deixando de lado as questões financeiras e deixando vir ao de cima o lado irracional de todo o adepto de futebol, gostaria muito de ver sven-goran eriksson a treinar o sporting, até porque nunca morri de amores por paulo bento e o considero básico de mais para orientar um clube com os objectivos do sporting. sempre admirei o técnico sueco, pelo seu profissionalismo e simpatia, elevação e correcção. mesmo quando treinava o benfica eu gostava dele (ficaram famosos os seus "penso qué..." nas conferências de imprensa). mas, sinceramente, acho que isso não vai acontecer. josé eduardo bettencourt vai ser o próximo presidente do sporting, disso ninguém tem dúvidas e vai tudo ficar na mesma, como se lá estivesse soares franco. paulo pereira cristóvão atirou o "trunfo" eriksson um pouco tarde demais. se o tivesse atirado antes de bettencourt anunciar a sua candidatura... talvez as coisas mudassem. desta forma, lá vamos ter que aturar paulo bento mais uma época, o treinador dos segundos lugares.

2 comentários:

MFP disse...

O homem mal acabou de chegar à profissão. Ainda muitos "bentos" vão ter que soprar, para ele ser campeão.

isaac davis disse...

em portugal, eriksson fartou-se de ganhar títulos: três campeonatos, uma taça de portugal e uma supertaça, para além de ter sido finalista vencido da taça dos campeões europeus (perdeu 1-0 com o ac milan na final, golo de rijkaard) e finalista vencido da taça uefa em 1983 (perdeu com o anderlecht). tudo isto em cinco épocas como treinador do benfica, de 1982 a 1984 e de 1989 a 1992. portanto, eriksson sempre se deu bem com portugal e com os portugueses (se esquecermos as duas eliminações da "sua" inglaterra aos nossos pés no euro 2004 e no mundial 2006). é pena que tenha sido o candidato errado a fazer um pré-acordo com ele. de qualquer forma, ele está, de facto, em lisboa e há muitos clubes na capital que ainda não têm treinador garantido para a próxima época...