domingo, abril 19, 2009

descubra as diferenças...

ontem, em guimarães, o sporting, à beira do intervalo, marcou um golo, que foi mal anulado pelo árbitro. o resultado ao intervalo era de 0-0, quando deveria ser 0-1.
hoje, em coimbra, o porto, à beira do intervalo, viu o árbitro perdoar-lhe uma grande penalidade, por mão mais do que evidente de raúl meireles dentro da área, com o árbitro, conforme se vê na repetição, a quatro metros do jogador do fc porto, portanto bem colocado para sancionar devidamente a respectiva falta. o resultado ao intervalo é de 0-0, quando poderia ser 1-0.

11 comentários:

Ricardo disse...

Jorge Coroado - Sim, a decisão do árbitro em não considerar golo ajustou-se ao sucedido. Carriço fez jogo perigoso activo com o pé na frente, dando razão para o livre indirecto assinalado.

Antonio Rola - Sim, Daniel Carriço fez pé em riste sobre o adversário, quando este tentava jogar a bola. Bem o árbitro ao punir o jogador do Sporting no aspecto técnico.

Rosa Santos - Sim, tratou-se de uma entrada em riste de Daniel Carriço sobre Gregory, pelo que o árbitro esteve bem ao assinalar a respectiva falta.

José Leirós - Golo bem anulado por Paulo Ramos, considerando jogo perigoso de Carriço.

isaac davis disse...

para quem, há uns tempos, não ligava nada ao que os jornais desportivos diziam...

isaac davis disse...

mas outra coisa: gostava de ler os comentários desses "especialistas" caso o sporting tivesse perdido. aposto que seriam totalmente diferentes...
e mantenho a minha opinião sobre o lance: numa das repetições do lance, atrás da baliza, vê-se no enquadramento carriço e gregory e, um pouco atrás, bruno paixão. quando carriço ganha o lance a gregory, vê-se claramente que bruno paixão deixa seguir a jogada e acelera um pouco para acompanhar o resto da mesma. o árbito, a três/quatro metros do lance, não assinalou falta nenhuma. quando carriço marcou, gregory colocou as mãos na cabeça (peneticiando-se pelo erro cometido, ao não conseguir aliviar a bola da sua grande área), nenhum jogador do guimarães protestou e os jogadores do sporting festejaram como se o golo tivesse sido validado, ao ponto de carriço só ter parado de festejar uns bons 15 segundos depois da bola ter entrado na baliza de nilson. que critérios levaram, então, o árbitro a anular o golo? e por que raio deixou seguir o lance, em primeira instância, para o anular depois, quando carriço marcou o golo? é isto que eu não percebo. mas ainda bem que há "especialistas" como coroado, rola, santos e leirós para nos explicarem. umas vezes dão jeito para argumentar; outras nem por isso. sempre quero ler, amanhã, o que estes "especialistas" dizem sobre a mão de meireles na área do fc porto, à beira do intervalo, quando havia 0-0... o que vale é que domingos não deve ter ficado muito chateado com a situação. até fiquei muito admirado de não o ver a festejar os golos do fc porto...

isaac davis disse...

olha, o rui santos concorda comigo e acabou de dizer que não há falta nenhuma no lance entre carriço e gregory... mais: também achou estranho que o árbitro, a 3 metros, tivesse deixado seguir o lance, para depois ter anulado o golo.
ah, e agora, em mais uma repetição do golo anulado, reparei que são dois os jogadores do guimarães a deitar as mãos à cabeça depois do remate certeiro de carriço, em vez de levantarem o braço a pedir falta. portanto, temos o árbitro, gregory, o outro defesa do guimarães (que creio ser sereno) e nilson, que também nada reclamou. quatro pessoas que estiveram muito próximos do lance e que não viram nenhum pé em riste. nem assinalaram, nem reclamaram. mas os "especialistas", todos antigos árbitros, portanto, todos eles com um "pó" terrível ao sporting e a paulo bento, é que sabem...

Ricardo disse...

Eu já não comentei nos posts anteriores para que não viesses com a desculpa do “Ah, escrevi a quente, não vi o lance de que falas”, e réubéubéu pardais ao ninho; afinal, a quente ou a frio, o discurso é sempre o mesmo. Bem podes vir falar do Chelsea-Liverpool, do grande jogo que foi e do comportamento magnífico do público, que quando chega a tua vez – e a de todos os adeptos do Sporting - , a conversa é sempre a mesma: quando são prejudicados é tudo uma campanha contra o Sporting, não vos deixam ganhar e o futebol português é uma vergonha; se são beneficiados não conta porque não viste, porque foi para a Taça da Liga, ou porque o lance que antecede o penalty não assinalado contra vocês surge de um pontapé-de-canto que não existiu. Será que os adeptos ingleses também vêem o futebol desta maneira?...

Passas um campeonato inteiro a dizer mal da tua equipa, do teu treinador, etc.. Assim que soubeste que iam jogar contra o Porto para a Taça “já sabias” que iam ser eliminados. Tudo conversa da tanga, afinal, porque, ao que parece, o Sporting é mesmo o maior e só não ganha tudo o que há para ganhar porque não deixam. Vê lá se te decides.

Eu só comentei este post porque, passados 2 dias, tu continuas a dizer que o golo foi mal anulado pelo árbitro. Há quem pense o contrário. Sim, os especialistas – que são os mesmos que dizem que ficou um penalty claro por marcar contra o Porto, já agora. E a razão pela qual eu citei os 4 ex-árbitros foi para tentar mostrar-te (sem sucesso, já percebi) que não é assim tão pacífico que o golo tenha sido mal anulado. O que é engraçado (eu diria ridículo, até) é tu não quereres saber da opinião dos ex-árbitros para nada (fazem parte do Sistema, claro – nós temos tudo comprado, isso já toda a gente sabe) mas usares o Rui Santos (o gajo pode perceber de “chips” mas de futebol percebe zero) para fazeres valer o teu ponto de vista! O Rui Santos?!

Disparas aqui em todas as direcções mas deves estar a responder a um qualquer amigo imaginário, que não eu. Obviamente que é escandaloso ser o fiscal-de-linha a assinalar a falta, e mesmo os jogadores do Guimarães ficaram surpreendidos. Mas já li o teu post mais do que uma vez e, a não ser que o meu computador esteja a comer linhas, tu não falas sobre isso neste post. Tens de ver, portanto, se perdes esse hábito terrível (porque já não é a primeira vez que o fazes) de escrever sobre um assunto num post para, depois, desatares a responder (não sei bem a quem) sobre coisas que falaste em posts anteriores.

Eu não digo que não é penalty em Coimbra – claro que é –, e não tenho a certeza que seja falta sobre o Carriço. O que eu tenho a certeza é que o Derlei já merecia ter sido expulso imensas vezes em jogos anteriores, e ao Moutinho (que anda há 150 jogos para levar um 5º amarelo e leva-o nas vésperas de jogar em casa contra o ante-penúltimo...) aconteceu-lhe o mesmo que ao Fucile, ou seja, levou um amarelo encomendado (com a diferença de que este viu-o antes de jogar contra o Benfica...).

De resto, e ao contrário do que tu dizes, os jornais não me dão jeito nem deixam de dar para eu dar a minha opinião. Uma coisa é citar jornalistas (como tu fizeste) que sofrem de clubite aguda para mostrares que tens razão, outra, bem diferente, é usar a opinião de 4 antigos árbitros (queres ver que o Coroado agora também é amigo do Pinto a Costa?) para te fazer ver que, mesmo podendo ter sido um lance mal anulado (e, repito, o escandaloso nem é ter sido anulado mas o facto de o ter sido pelo fiscal-de-linha) não é claro que o tenha sido. Se não percebes isso, então estou a perder o meu (e o teu) tempo.

Abraço.

isaac davis disse...

o moutinho recebeu um cartão encomendado? o sporting não tem rochemback, izmailov nem vukcevic e, no próximo jogo, também não vai ter moutinho (restam adrien, pereirinha, romagnoli e miguel veloso). veio mesmo na altura certa este quinto cartão amarelo... quer-me parecer que não sou só eu a ver teorias da conspiração...
o facto de eu "bater" no sporting, e reconheço que o faço, não me impede, todavia, de ficar indignado quando vejo diferenças de tratamento por parte dos árbitros. uma coisa é perder pontos ou jogos sem discussão (barcelona, bayern), outra coisa totalmente diferente é perder pontos por inépcia dos árbitros.
mas adiante, vamos falar apenas deste post, para não ficares irritado. o post chama-se "descubra as diferenças" e pretendeu apenas atestar a diferença de estados de espírito de dois árbitros em dois jogos distintos. um árbitro, no jogo do sporting, que não vê qualquer falta e deixa seguir o jogo, para depois, quando vê que o jogador do sporting consegue marcar golo, anular o lance; e um outro árbitro, que, mais ou menos à mesma distância de bruno paixão, vê a mão de raúl meireles na bola dentro da área e decide não marcar penalty. mais: no primeiro caso, temos a intervenção do auxiliar e no segundo caso não há indicação de nenhum dos dois auxiliares (lembro que, na final da taça da liga, lucílio baptista aceitou a opinião do auxiliar que estava atrás de si, muito mais longe do lance do que ele; em coimbra, se o auxiliar que acompanhava o ataque da académica pode não ter visto, até porque o corpo de meireles lhe tapa a perspectiva da bola, o outro auxiliar, à imagem da final da taça da liga, poderia ter visto perfeitamente e ter dado indicação ao árbitro, que, a 3 metros, não viu o jogador do fc porto jogar a bola com a mão dentro da área). ena, que grande parêntesis...
a meu ver, e penso que posso ter direito também à minha opinião e é por pensar dessa forma que utilizo o blogue para, de certa forma, "aliviar" a minha indignação, a cabecinha dos árbitros ainda continua muito condicionada. eu nunca afirmei aqui que o fc porto controla os árbitros, ou o benfica ou seja lá quem for, mas continua a existir esta diferença de tratamento. agora, reconheço que não vai ser por causa dessa tal diferença de tratamento que o sporting não vai ser campeão. aliás, já aqui o afirmei, o fc porto merece ser campeão, vai ganhar igualmente a taça de portugal, poderia ter ido mais longe na liga dos campeões, tem os melhores jogadores da liga, etc, etc, etc. mas caramba, se nós sportinguistas temos a fama, pelos vistos, de "injustiçados" e de andarmos sempre a queixar-nos das arbitragens, vocês ficam todos abespinhados quando há o mínimo indício de favorecimento ao vosso clube. eu visito muitos blogues, de portistas, de sportinguistas e de benfiquistas e, por amor de deus, o que eu escrevo aqui não chega sequer a ser ofensivo, comparado com o que leio noutros lados. se eu não sei ver futebol, pronto, a culpa é minha. vejo o que vejo, sinto o que sinto e vou continuar, quer se goste ou não, a escrever quando me der na real gana quando gostar de um jogo (como foi o caso do chelsea - liverpool, que foi um jogo SEM CASOS, portanto seria normal que o comportamento do público fosse de elogiar, porque assistiram a um grande jogo e os vencidos souberam aplaudir da mesma forma a sua equipa como se tivessem sido apurado. foi isto que eu elogiei, isto e o apoio constante às duas equipas, do princípio ao fim. não sou inglês nem estou lá todos os dias para saber se eles discutem ou não os casos dos jogos, mas tenho impressão que são capazes de o fazer. ou então não, sentam-se todos a beber chá e a falar antes sobre jardinagem), quando o meu clube for trucidado e humilhado e quando for, também, prejudicado. quando ganhar, como ganhou no ano passado ao benfica, na meia final da taça de portugal, também aqui venho para elogiar a equipa. caramba, isto para mim é futebol, é assim que eu vivo o futebol. se sou parcial é normal, toda a gente é, seja na política, na religião, no futebol, no ténis de mesa, no badmington...
não escrevi sobre todos os jogos do sporting esta época ou sobre todas as vezes que fomos prejudicados ou favorecidos, mas também acho que não tenho nenhuma obrigatoriedade de o fazer. há milhares de outros blogues ou sites que o fazem. se não quiseres "perder o teu tempo", tens sempre o "avatares do meu desejo"; esse ao menos pensa sempre como tu e segue a mesma linha de raciocínio. ou o "origem das espécies"...
portanto, em relação a este post, acho que deixei ficar bem claro o que me motivou a escrevê-lo. para os árbitros, o sporting ainda vai ter muito que "pagar" pelos 17 ou 18 penalties na época 2001/2002. o fc porto, este ano, já vai em 10. talvez nos cinco jogos que faltam, lá consiga chegar... nunca se sabe. e quanto aos cartões amarelos, podem ficar descansados. se o bruno alves levou em coimbra o SEGUNDO cartão amarelo, em 25 jogos, não há, de forma alguma, motivo algum para se preocuparem com essa treta. sejam campeões, ganhem a taça de portugal, vendam o bruno alves, despeçam o jesualdo e contratem o jorge jesus. para o ano ainda vai ser mais fácil ganhar a liga. se este ano havia domingos, para o ano vai haver também jorge costa. bem, mas já estou a dissertar novamente.
cumprimentos.

Ricardo disse...

"Encomendado" para prejudicar o Sporting, pá.

Quanto ao resto - o avatares, o origem das espécies, blá blá blá... - estás a desconversar (não ias falar só sobre este post?) e, claro, é um tipo de argumentação que dá para os dois lados: eu também poderia dizer que tu, ao contrário de outros bloggers, só te dás bem com comentários que sejam na onda do "Vim aqui e adorei o teu blog! Vou continuar a lê-lo! Espero que também passes no meu cantinho!" mas não o fiz porque pensei que a ideia era falar sobre futebol. Pelos vistos enganei-me. Confirma-se, portanto, que perdi o meu (e o teu) tempo.

isaac davis disse...

"mas não o fiz porque pensei que a ideia era falar sobre futebol"
falar sobre futebol, como se estivéssemos numa esplanada, por exemplo, a beber umas imperiais e a comer uns tremoços, é isto mesmo: eu mando umas "bocas", tu mandas outras, eu digo que o teu clube é favorecido, tu dizes que o meu é que é, eu digo que o bruno alves é caceteiro, tu dizes que o derlei ainda o é mais. isto, para mim, é falar sobre futebol, não é desconversar. de todas as vezes que falei aqui de um lance específico de um jogo qualquer, tu foste sempre buscar os 17/18 penaltys a favor que o sporting teve em 2001/2002, ou os jogos em que o sporting não teve nenhum penalty contra, etc. também estavas a desconversar nessas alturas? não me parece. numa "discussão", ainda por cima sobre futebol, os intervenientes têm que ter um "ficheiro" bem documentado sobre os prejuízos e os favorecimentos da sua equipa e dos adversários, caso contrário nem vale a pena trazer o assunto à baila. eu também poderia dizer que estavas nitidamente a desconversar com a alusão aos adeptos ingleses, ao jogo da taça da liga entre sporting e fc porto, ao 5º amarelo do moutinho, o derlei, etc.. seguindo o teu raciocínio, isto seria tudo "desconversar", porque a questão aqui é este post específico e as diferenças de tratamento que os árbitros dão aos clubes. mas não disse.
fiz uma outra alusão a dois blogues, ambos claramente portistas, simplesmente para não te "irritares" tanto com o conteúdo de determinados posts aqui colocados. veio no seguimento da minha resposta ao teu comentário, especialmente àquela parte em que dizes que não queres perder tempo.
agora, depois de reler os comentários até agora, chego à conclusão de que a única pessoa que fez uma alusão fora do contexto futebolístico foste tu. se houve alguém que "desconversou" foste tu, com a história do "Vim aqui e adorei o teu blog! Vou continuar a lê-lo! Espero que também passes no meu cantinho!". a meu ver, isto não tem nada a ver com futebol.
continuo a referir que o que me levou a escrever este post em particular foi isto: os lances aconteceram mais ou menos na mesma altura do jogo (46 minutos), quando havia 0-0 no marcador, e tiveram finais diferentes. como sempre referi, também, o "peso" institucional das equipas conta muito. soares franco está demissionário e é patético, pouco eloquente e parece tão deslocado do seu ambiente como estaria o pee wee herman no "platoon"; o treinador, paulo bento, está constantemente a chamar incompetentes aos árbitros. portanto, acho que ainda há uma diferença enorme entre prejudicar o sporting e o fc porto para a escalada profissional dos árbitros. para além disso, existem também o factor "sorte". o sporting poderia ter ido para o intervalo a ganhar 1-0, o que seria psicologicamente mais vantajoso, e não foi. o fc porto poderia ter ido para o intervalo a perder por 1-0, o que não quer dizer que fosse perder o jogo, acho mesmo que isso nunca iria acontecer, e não foi. apenas isto. chega?

Ricardo disse...

Oh pá, eu deixei-te a opinião de 4 antigos árbitros sobre um único lance - o lance a que te referes neste post. Se tu para me responderes (não num, não em dois, mas em 3 comentários) vais buscar tudo o que já disseste para trás (e a que eu optei por não responder para não ferir susceptibilidades), mais o Domingos ficar contente com a derrota da Académica, mais o que o palerma do Rui Santos disse ou deixou de dizer, mais o facto de eu me socorrer dos jornais apenas quando me convém, eu sinto-me no direito de (também) fugir um bocadinho ao tema do post. E não creio que valha a pena agora estar a medir quem desconversou mais ou menos. Eu acho que foste tu, tu achas que fui eu e podíamos andar nisto o dia todo que não chegariamos a uma conclusão.

Tu dizes que isto é tudo uma vergonha, que o Sporting é constantemente prejudicado, que o Bruno Paixão isto e aquilo, e eu limito-me a ir buscar exemplos passados que demonstram que não é bem assim - que o Porto também á gamado, que o Sporting também é beneficiado, e que nós até temos mais razões de queixa do Bruno Paixão do que vocês. Obviamente que se tu escreves um post (ou mais) em que o tema é "mais um penalty a favor do Porto", é apenas natural que eu te recorde que, no que toca a penalties, os sportinguistas não se podem queixar. Não se trata de ter um ficheiro bem documentado, mas apenas boa memória. Nada mais. A diferença é que tu numa esplanada, a beber imperiais e a comer tremoços não levas a mal; aqui, estranhamente, sim.

isaac davis disse...

pois eu acho exactamente o contrário. eu não posso lançar uma simples "provocação", ou indirecta ao teu clube (que tu numa esplanada não levarias a sério ou até embarcarias na brincadeira) sem que tu te arrogues imediatamente em advogado de defesa do teu clube, ao melhor estilo de um rui moreira, não descansando enquanto não "desmontas" as minhas opiniões, teses ou teorias sobre quem é mais ou menos beneficiado. numa esplanada creio que não te esforçarias tanto. aqui fazes questão de aprimorar o teu discurso, como se te estivesses a bater a um lugar na direcção do fcp...
a questão de o sporting não se poder queixar em relação às arbitragens já cheira mal, sinceramente. se por termos tido 17 penalties em 2001/2002 temos agora que ser prejudicados, para equilibrar a balança, acho que não valeu a pena ser campeão. vamos andar a pagar esse campeonato até quando? vamos "levar" com a arbitragem de bruno paixão em campo maior até quando? sinceramente, se o cenário vai ser sempre este, prefiro que o sporting desça e possa lutar pelo título... na liga vitalis.

Ricardo disse...

Já percebi, então, que não só te incomoda eu vir para aqui dar a minha opinião (rebatendo a tua) como, pior ainda, chateia-te que eu o faça através de "um discurso aprimorado". Apre, que o caso é mais grave do que eu pensava! E, no entanto, releio os comentários a este post e vejo que expressões como "peneticiando-se pelo erro cometido", "em primeira instância" "atestar a diferença de estados de espírito" ou "os intervenientes" não foram usadas por mim. Não quero jurar, mas não me lembro de utilizares estes termos em conversa de esplanada, por entre finos, tremoços e arrotos (não te preocupes - os arrotos são meus). Quanto ao uso de um "discurso aprimorado" acho que estamos, pois, conversados. E, não te esqueças, as eleições do Sporting estão aí à porta...

Quando falo em razões de queixa do Bruno Paixão refiro-me ao jogo contra o Sporting em Alvalade, este ano, e não ao de Campo Maior. Pode ser ou também já passou o prazo de validade?

(esta merda cansa mas aviso-te já que eu nunca te vou deixar ter a última palavra, ouviste? :-))