quarta-feira, julho 16, 2008

evidence - faith no more



mike patton, nos bons velhos tempos dos faith no more, uma das bandas mais subvalorizadas das últimas décadas. a música chama-se "evidence" e pertence ao disco "king for a day, fool for a lifetime". digam lá se há alguém com mais "pinta" do que mike patton neste teledisco?

6 comentários:

Anónimo disse...

SUBVALORIZADAS????????????

isaac davis disse...

???
ainda faltavam estes três...

Anónimo disse...

Angel Dust foi álbum do ano para inúmeros jornais e revistas, foi adorado, vendeu bem, e aqui e ali aparece nas listas dos melhores.
Subvalorizado... por ti?
:)
Dá uma olhada na página do wikipedia. Assumindo que está correcto, só este álbum fez com que a banda ficasse nos anais. Ou não?

Bom, ninguém canta os FNM nas finais das competições de futebol, mas isso não é tudo...

isaac davis disse...

sim, concordo com a apreciação e os comentários sobre o "angel dust". é um excelente disco, quiçá um dos melhores dos anos 90, sendo correcta a informação de que vendeu muito bem e foi endeusado pela crítica. mas o disco é de 1992. o que se passou com a banda a partir daí foi o que me levou a usar o termo "subvalorizada", porque toda a gente menosprezou os trabalhos seguintes dos FNM. "king for a day" e "album of the year", não sendo tão magníficos quanto angel dust, são discos consistentes e que bem poderiam ter recebido outro tratamento por parte da crítica especializada. os FNM foram quase "escorraçados" a partir de angel dust, como se fosse impossível para uma banda daquele registo musical fazer dois albuns excelentes. para a crítica, eles esgotaram-se nesse disco, o que não deixa de ser uma forma de os subvalorizar. a banda "arrastou-se", em agonia lenta, até ao mais do que previsível final, ficando bem evidente que, por vezes, é a crítica especializada que estabelece o grau de sucesso das bandas, quer elas tenham criatividade suficiente ou não. é por apetites. e os FNM foram "apetitosos" em 1992. depois, deixaram de o ser.

Anónimo disse...

és tu que dizes "porque toda a gente menosprezou os trabalhos seguintes dos FNM". se foi toda a gente, haverá alguma razão nisso, não? ok, não concordas, mas se até dizes que sao discos menores, apesar de sólidos, quer dizer que são como milhares de discos por aí... medianos. o que não faltam no mundo são discos porreiros.
acho mesmo um exagero dizer que a crítica é que os anulou e é responsável por terem feito os FNM se eclipsarem.
de qualquer modo, acho mesmo o termo "subvalorizado" um pouco a despropósito para uma banda que de facto gozou do spotlight durante algum tempo. muito mais, muito mais, muito mais que outros grupos que muitas vezes citas aqui e têm percorrido o caminha na penumbra quase total.

isaac davis disse...

pronto, ficamos então no "exagero" do termo "subvalorizada". foi, digamos, esquecida. talvez até abandonada. mas aqui também pelos supostos admiradores da banda, que preferiram seguir outras correntes musicais (red hot chili peppers, limp bizkit e outros que tais). tenho pena que tenham acabado da forma como o fizeram, mas também parece que existiam muitas divergências internas entre os membros. fica a nota de alguma amargura e mágoa no título do disco de despedida: "who cares a lot?".