quinta-feira, setembro 13, 2007

o escolhido


o comediante jon stewart foi o escolhido para apresentar a 80ª edição dos óscares da academia de artes e ciências cinematográficas, agendada para 24 de fevereiro de 2008, repetindo a experiência de 2006. depois de billy crystal, david letterman, whoopi goldberg, steve martin, chris rock e ellen de generes, a academia decidiu apostar novamente no apresentador do hilariante, e cada vez mais influente politicamente, programa "the daily show with jon stewart" (que pode ver-se na sic radical), onde habita o humor mais inteligente, subtil e corrosivo da televisão norte-americana.

4 comentários:

Anónimo disse...

ó zé... isso é a tua visão da televisão americana? basta um nome - bill maher - para perceberes que o jon stewart é um gajo político, sim, mas da palhaçada. o programa é de comédia. que aches piada, ok, eu também gosto do gajo, agora dizer que é o programa mais isto e aquilo? nem eu digo, e provavelmente vejo bem mais televisão americana que tu. estas generalizações criam-se porque ele é uma celebridade, com direito, lá está, a anfitrião dos oscars e tudo.

LC

isaac davis disse...

ponto 1: como, para ter uma visão realmente conhecedora da "televisão americana", teria que ter acesso às centenas de canais televisivos que existem naquele país, reconheço, muito humildemente, que errei na minha avaliação.
ponto 2: na última frase do meu post sobre o jon stewart deverão, dessa forma, passar a constar as palavras "algum do" antes de humor inteligente, subtil e corrosivo da televisão norte-americana.
ponto 3: eu apelidei jon stewart de "comediante". logo, como eu pensava que ficaria bem explícito, eu dou a entender que sei perfeitamente que ele apresenta um programa de comédia, de "palhaçada", como bem dizes.
ponto 4: sobre o facto de veres mais televisão americana do que eu, não rebato a tua afirmação, dado que eu só vejo aquilo que é transmitido no pacote da televisão por cabo (daí entender que deveria penitenciar-me pelo meu erro e corrigir a tal última frase do meu post).
ponto 5: em relação às generalizações, também não concordo com a maior parte delas. do que eu discordo é do imediato "menosprezo" por aquilo que se torna "mainstream", em favor de algo que ainda pouca gente conhece e que, por isso, não está ainda acessível ao comum dos mortais (como eu). que eu saiba, o programa "real time with bill maher" não passa, nem passou, nos nossos canais televisivos e é precisamente isso que o coloca num patamar superior. apesar de estar igualmente nomeado para os emmys, tal como "the daily show with jon stewart", o que desde logo indicia um alto índice de aprovação e de audiências, bill maher, cuja carreira como actor é tão insignificante como a de stewart, goza do "privilégio" de ainda não ter sido convidado para apresentar os óscares. caso fosse ele o convidado, isso significaria que se tinha "vendido" ao sistema e que, como tal, perderia toda a piada e mérito como satirizador político e apresentador do programa.
ponto 6: bill maher vem descrito no wikipedia como american comedian, actor, writer and producer.
ponto 7: jon stewart vem descrito no wikipedia como american comedian, satirist, actor, writer, author and producer.
ponto 8: adoro billy crystal e steve martin, tolero ellen degeneres e chris rock, confesso que não gosto de whoopi goldberg e david letterman, mas caramba, ver jon stewart a apresentar os óscares não me provoca náuseas, nem vómitos, nem considero que ele se esteja a "rebaixar" ou baixar de nível por causa disso. que diabo, afinal é um dos eventos televisivos mais vistos no mundo inteiro!
ponto 9: eu gosto do "the daily show". se tinha mais piada quando menos gente via e ainda era uma pérola televisiva pouco falada e comentada, não sei. já estou tão habituado, ao longo dos anos, a ser o "barómetro comercial", tanto a nível musical, como televisivo e cinematográfico, que até compreendo a necessidade de, quando eu chego a um degrau, as outras pessoas subirem dois ou três para não haver misturas.
ponto 10: (dez? isto já está mais extenso do que alguns posts). "nem eu digo, e provavelmente vejo bem mais televisão americana que tu". vamos por partes: eu não sei quem tu és, o que fazes, como o fazes. por outro lado, tu assumes claramente que tens muitos mais conhecimentos do que eu (daí o poderoso início de frase "nem eu digo..."). por isso, com todo o respeito e consideração, e sem qualquer tipo de ironia ou sarcasmo, envio um convite a "LC" (que suponho ser luis cruz) para participar e colaborar neste singelo blogue, com total autonomia e liberdade de expressão. considero que este blogue ficaria a ganhar bastante com a sua colaboração.
mais uma vez, este convite nada tem de ironia ou sarcasmo. é verdadeiro. acho que deve ser o primeiro convite a um comentador, na blogosfera, para aceitar ser colaborador de um blogue. é este o repto que eu lhe lanço.
obrigado! e fico à espera da resposta.

Anónimo disse...

olá zé: desculpa o atraso. estive de férias e nem sempre me lembro de ver os comentários que faço nos blogues. não queria obrigar-te a explicações de 1 a 10, mas agradeço-te na mesma. do mesmo modo que não quis passar a ideia arrogante que sei mais que tu. pelo teu comentário veio uma generalização muito... digamos... oficial. uma coisa seria dizer, num estado de euforia, ao ver um episódio magnífico do South Park, que é a melhor série de sempre do mundo inteiro.
bom, sobre o convite, confesso que por essa não esperava. demorei o fim de semana a ter uma resposta porque em determinada altura achei piada ao meu suposto Sim, mesmo achando que temos gostos e posturas e maneiras de escrever diferentes. mas se fossemos iguais não teria piada, não é? pensei em aceitar, como dizia, mas depois pensei no tempo que tenho para me dedicar a estas coisas. pouco me sobra para ver o que faço downloads - e faço muita coisa; e agora está a começar nova temporada nos estados unidos e a coisa promete (como sempre) - quanto mais escrever sobre os meus objectos de prazer. acho que prefiro viajar por todos e ir comentando e quem sabe? talvez daqui a uns tempos te aborde para nova tentativa.
eliminemos o "você", entretanto, e desejo-te a continuação de um blog cheio de entusiasmos.
abraços,
LC

Anónimo disse...

e obrigado.
(era isto que faltava?)