sexta-feira, janeiro 26, 2007

o homem do ano

o homem chama-se pais clemente, é médico, e na semana passada teve vários minutos de glória em boletins informativos nacionais, por ter sido considerado pelo instituto biográfico americano (IBA) como "homem do ano de 2006", em virtude dos seus "enormes contributos para a sociedade". o médico, radiante, contratou imediatamente uma agência de comunicação para promover a notícia. "sou um patriota e esta era uma informação que devia ser partilhada", disse à revista sábado.
acontece que o IBA, fundada em 1967, tem sido investigado por fraude e a sua credibilidade é tão grande como a de vale e azevedo. na austrália, inclusivamente, chegou a ser investigado por fraude, onde um deputado se queixou de lhe ter sido pedido dinheiro pela mesma distinção que atribuíram a pais clemente. em portugal, várias personalidades do sector da saúde receberam o mesmo convite, mas tendo tomado conhecimento da natureza da organização acabaram por não ponderar sequer a sua aceitação.
a prática comum do IBA é solicitar a quem recebe uma distinção outros nomes de pessoas que também possam ser contactadas, numa lógica quase piramidal. os preços de um diploma de "homem do ano" podem variar, segundo a revista sábado, entre os 150 e os 295 euros, dependendo do seu requinte. o IBA publica, anualmente, um livro com o currículo dos "laureados". pais clemente, ao efectuar o pagamento solicitado, teve direito a currículo e fotografia nesse livro, que só em 2005 publicou uma lista de 200 "homens do ano".

agora ponho-me eu a pensar: será que aquele diploma que a minha namorada me ofereceu em 1988, que dizia que eu era o melhor namorado do mundo, é... falso??? não pode ser...

3 comentários:

tulipa_negra disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
tulipa_negra disse...

claro que não é falso! e de certeza que ela não pagou os 150-295 euros por ele, por isoo não te preocupes ;-)

beijocas

Tovarich Gina disse...

looooooooooool
ia dar a mm resposta que a tulipa :)