quinta-feira, junho 08, 2006

grow old with me

I
realmente, a interacção social não é das tarefas mais fáceis do nosso dia-a-dia. e eu sei do que estou a falar, até já me disseram que sou parecido, não fisicamente, com o Larry David, na série "Curb Your Enthusiasm", que passa actualmente na 2:, com o nome parvo de "Acalma-te Larry". mas há momentos em que tudo "encaixa", tudo sai bem e se conjuga. para que isso aconteça tem que existir muita cumplicidade, igual percepção da personalidade da outra pessoa e reciprocidade natural, não forçada. confesso que não foram muitas as pessoas com quem atingi este patamar, provavelmente por causa da minha personalidade "larry davidiana".

II
no Olimpo, conscientes deste meu handicap social, reuniram de urgência Zeus, Apolo, Afrodite, Hermes, Ártemis e Atenéia (Poseidon não pode comparecer por não terem conseguido contacta-lo a tempo via telemóvel). analisaram, discutiram, viram um jogo de xadrez pelo meio, voltaram a tocar no assunto no dia seguinte (ainda sem o Poseidon que, confirmou-se mais tarde, não tinha pago a mensalidade e tinha o telemóvel desligado) e chegaram à conclusão de que deviam enviar alguém, uma pessoa dotada das mais excelsas qualidades humanas, doce, ternurenta, incapaz de fazer mal a uma abelha. além disso, fizeram questão que essa pessoa partilhasse os meus gostos musicais e cinematográficos, as mesmas ideologias. capricharam no sentido de humor, ao ponto de inclusivamente ela entender as minhas piadas parvas. atribuiram-lhe um forte cunho artístico, aliado a uma simpatia contagiante e a um sorriso luminoso! tudo isto numa só pessoa! parece impossível à primeira vista, mas como eu referi, nessa introdução perfeitamente credível, ela foi realmente "criada" no Olimpo, por todos esses Deuses. só assim se justifica que tenha aparecido na minha vida uma pessoa assim. foi pena, mas também nem os Deuses são perfeitos, que a tenham "enviado" com uns anitos de atraso...

III
Damien Jurado - "A jealous heart is a heavy heart"
a música acaba com damien jurado a repetir uma frase que considero ser uma das melhores declarações que se podem fazer a alguém:
"grow old with me".
é isto que eu lhe quero dizer!

2 comentários:

BR disse...

Ou então, insiste e canta-lhe I'll find a way da Rachel Yamagata...

I'll find a way to see you again
I'll find a way to see you again

I used to think that anything I'd do
Wouldn't matter at all anyway
But now I find that when it comes to you
I'm the winner of cards I can't play
Wait for me, wait for me
Darling, I need you desperately, desperately here

And I'll find a way to see you again
And I'll find a way to see you again

The rain is like an orchestra to me
Little gifts from above meant to say
Girl, you falling at his feet
Isn't lovely or stunning today
Wait with me, wait with me
I'm alive when you're here with me, here with me, stay

And I'll find a way to see you again
And I'll find a way to see you again

Why do the street lamps die
When you're passing by
Like a hand that won't stay on my shoulder tonight
If you held me close, would you laugh it away
Would you dare the glance that I steal to stay

And I'll find a way to see you again
Yes, I'll find a way to see you again
I'll find a way, a way, a way to see you again
I'll find a way, a way, a way to see you again
I'll find a way, a way, a way to see you again
The rain will bring, the rain will bring, the rain will bring, bring, bring me down
The rain will bring, the rain will bring, the rain will bring, bring, bring me down
The rain will bring, the rain will bring, the rain will bring, bring, bring me down

isaac davis disse...

excepcional musica, sem duvida!
"i'm alive when you're here with me, here with me, stay".
porque é que nunca podem mesmo ficar? mas gostar de alguém é isto mesmo: ansiar desesperadamente pelo próximo encontro!